Pessoa dirigindo uma Ferrari, mostrando que já tem um futuro milionário.

Eu resolvi escrever esse post falando sobre a criação de um futuro milionário pros seus filhos depois de ter visto essa imagem aqui debaixo no Instagram @viverderendimentos.

Vou fazer comentários sobre ela logo depois…

Impactante, não é?!

É tão comum pensarmos em remunerar nossos filhos, seja com dinheiro ou de outras formas, quando eles nos ajudam com tarefas de casa…

Parece que é isso que vai fazer ele perceber o valor do trabalho e o valor do dinheiro.

Mas por que não remunerar nossos filhos quando eles leem um livro sobre desenvolvimento pessoal, como propõem a imagem?

Parece que não faz sentido dar dinheiro pra uma criança só porque ela está lendo, concorda?

É estranho pensar nisso, eu sei. Também me senti assim quando vi essa imagem pela primeira vez.

No entanto, depois de refletir um pouco sobre ela percebi que isso faz total sentido.

Quer ver?

Vou aprofundar minha análise em cada parte da imagem…

Mentalidade de empregado

Aqui eu entendo uma situação na qual o pai ou a mãe precisa pedir pro filho fazer alguma tarefa de casa e, por ele não querer ajudar por livre e espontânea vontade, os pais colocam um prêmio em dinheiro como forma de motivá-lo.

Pensando nessa situação, sabe por que isso pode criar no seu filho uma mentalidade de empregado?

Porque vai fazer ele ficar esperando ordens vindas de alguém pra que faça algo ao invés de tomar a iniciativa e fazer por si mesmo.

É como se ele não tivesse outra motivação além do dinheiro…

E ele só vai ajudar pra ser recompensado no final.

Se você for pensar na sua vida adulta ou de qualquer outra pessoa, pode perceber que viver assim, trabalhando “por obrigação” apenas pra receber o salário no final do mês, não é um caminho muito feliz, concorda?

Basicamente você trabalha pelo dinheiro e não porque quer ou porque gosta.

É quase como uma vida de escravidão, e imagino que não é isso o que você quer pros seus filhos, estou certo?

Mas então eu estou falando que usar essa estratégia, de “pagar” seus filhos por ajudarem em casa, nunca deve ser utilizada?

Quase…

Pois depende muito da intenção que você colocar no momento de fazer a proposta pras crianças.

Um detalhe importante, essa troca de um serviço por dinheiro ou por outra recompensa deve ser feita apenas com crianças que tenham mais de 4 anos.

Antes disso elas ainda não conseguem entender muito bem a relação de causa-efeito, “fazer uma coisa pra ganhar outra”.

Veja um exemplo de como recompensar seus filhos:

“Filho, estou disposta(o) a te dar R$ 10,00 no final dessa semana se você me ajudar a arrumar seu quarto todos os dias.

Além disso, vou te levar naquele parque que você adora no sábado que vem se durante a semana você se trocar sozinho.

Que tal? Você aceita?”

Quis mostrar, nesse exemplo, que a recompensa financeira não é a única que você pode usar.

Aproveite coisas que seus filhos gostam e condicione a algo que você deseja que eles façam.

Esse é o mesmo caminho que eu sugiro que você use quando quiser dar uma mesada educativa pros seus filhos.

Seguindo minha orientação aqui de cima você vai estar ensinando 3 coisas muito importantes pras crianças:

  1. Saber que a recompensa vem depois do esforço (é assim na vida adulta também, e a imagem lá de cima já mostra isso);
  2. Aprender a negociar (esteja aberta(o) aos seus filhos não quererem ou a uma contraproposta e pondere o que eles sugerirem);
  3. Saber esperar pra ter as coisas que quer, fazendo eles se comprometerem com um objetivo futuro (vai ajudar muito eles quando forem adultos).

E pode ter outros benefícios que não comentei aqui (se quiser sugerir outros é só deixar seu comentário lá abaixo do texto).

O importante é que a intenção seja dada de uma maneira positiva, sem obrigação e mostrando com clareza quais são os termos da negociação.

Dessa forma, mesmo você dando dinheiro pros seus filhos depois deles fazerem tarefas de casa, estará ajudando na construção do futuro milionário deles.

E agora vou comentar um pouco sobre a outra parte da imagem…

Mentalidade milionária, futuro milionário

A leitura leva à construção de uma mentalidade milionária, que por sua vez conduz para um futuro milionário.

Como eu já disse aqui nesse post, pode parecer estranho você dar dinheiro pro seus filhos por eles terem lido um livro.

No entanto, se coloque no lugar de uma criança de 8 anos, que já sabe ler e já tem vontades próprias de comprar algumas coisas…

Quão legal seria ter uma graninha disponível pra gastar como ela quiser tendo apenas que ler um livro?

Confio que isso pode gerar uma boa motivação pra leitura em crianças dessa idade ou até mais velhas.

E uma vez que esses livros serão de desenvolvimento pessoal, ou até mesmo de finanças pessoais, eles vão contribuir muito pra formação dos dos seus filhos desde pequenos.

Quando forem adultos já vão estar muito a frente dos demais, você concorda?

Imagine como teria sido sua vida se seus pais tivessem te incentivado dessa maneira…

Mas assim como nas tarefas de casa, o intenção aqui tem que ser muito clara e transparente.

Seus filhos precisam saber qual o objetivo disso pro futuro deles, e saber, também, que o mais importante é o que estão aprendendo e não o dinheiro que vão ganhar.

Se preferir, coloque outra recompensa pra incentivar seus filhos a lerem.

Pense em algo que eles gostem muito e use isso.

Aqui em casa, quando o Léo era pequeno, usávamos uma balinha como recompensa e dava super certo.

Até aqui tá fazendo sentido pra você?

Conclusão

Usar o dinheiro como recompensa com foco na construção de um futuro milionário pros seus filhos pode ser muito eficiente.

No entanto, a linha entre a efetividade dessa estratégia e a possibilidade de torná-los interessados apenas no dinheiro é muito tênue.

Pra que você consiga manter o equilíbrio e garantir que alcance o resultado desejado é importante, antes de qualquer outra coisa, que você acompanhe de perto a reação das suas crianças diante dos desafios que forem sendo colocados.

Esteja consciente e realmente atenta(o) a qualquer sinal de que sua estratégia não esteja sendo efetiva.

Pois o que for construído na mente dos seus filhos enquanto eles são pequenos será carregado pro resto da vida.

Agora me diga, você concorda com essa minha forma de analisar a imagem que compartilhei contigo lá no começo do post? Deixe seu comentário aqui abaixo pra eu saber o seu ponto de vista.