Dedos entrelaçados para demonstrar união em como organizar sua vida financeira em casal.

Eu não sei se você também passou por isso, mas quando eu casei e comecei a morar junto com a minha esposa nossa vida financeira era totalmente separada.

Cada um recebia seu salário (na época a gente ainda trabalhava de carteira assinada) e pagava parte das contas da casa numa divisão “mais ou menos” proporcional a renda de cada um.

O que sobrava cada um usava como queria, e quando saíamos juntos quem pagava era quem ainda tinha dinheiro.

Claro que tinha meses que sobrava mais pra um do que pro outro, e isso era motivo pra muitas discussões.

Mas como eu poderia esperar que esse começo fosse diferente? Antes de casar ninguém tinha ensinado pra nós como organizar a vida financeira de uma família.

Então, tivemos (eu e a Dani) que aprender na marra, passando por uma série de problemas e brigas até que conseguimos nos entender e começamos a administrar nosso dinheiro de uma maneira equilibrada e muito bacana.

E quando nós passamos por esse ponto de virada foi que eu decidi que essa mensagem não podia ficar só comigo, que eu precisava ajudar outras famílias a superarem esses desafios da mesma forma que nós superamos (isso foi em 2016, depois de 2 anos casado).

Sabe por que? Porque sem essa ajuda (não só a minha, mas de qualquer outra pessoa que fale sobre esse assunto) eu sei que muitas famílias nunca vão conseguir transpor as diferenças financeiras existentes dentro do casal, e isso pode levar a discussões, brigas, separações e vão servir como um péssimo exemplo pra vida dos seus filhos.

Portanto, se alguma vez você já quis uma receita de bolo, um passo-a-passo simples e direto pra te ajudar a organizar a vida financeira da sua família de uma vez por todas, então eu te informo que aqui está o que você tanto procurou (e agora encontrou).

Os 5 passos práticos (e simples) de como organizar sua vida financeira em casal ou em família, e permitir que vocês vivam a vida de uma maneira muito mais equilibrada, com mais harmonia e mais segurança financeira.

1) Juntem as contas do casal

Casal unido para aplicar os 5 passos de como organizar sua vida financeira em casal.

Eu sei que pra muitas pessoas isso representa “acabar com sua liberdade”.

Ter que mostrar tudo o que gasta pro seu parceiro(a)? Hmmm…

Como informação, numa pesquisa recente publicada pelo SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), 43% dos casados escondem do outro alguns gastos que têm porque consideram ter prioridades diferentes do seu cônjuge.

Mas espera um pouquinho, prioridades diferentes? Como assim?

Se vocês decidem sair juntos pra jantar e um quer ir no restaurante japonês e outro comer fondue, concorda que vocês vão ter que chegar num acordo se realmente quiserem a companhia um do outro?

Com o dinheiro é a mesma coisa.

Vocês só vão conseguir efetivamente organizar a vida financeira de vocês se começarem a juntar o dinheiro que recebem e a tomar decisões juntos.

Sem prioridades diferentes, com prioridades iguais.

Porque se não, sabe o que vai acontecer? A mesma coisa que aconteceu com um casal de amigos com o qual eu fiz uma consultoria há algumas semanas.

Eles tinham contas separadas, o marido estava usando o cheque especial há um bom tempo e a esposa (que ganhava mais e tinha dinheiro sobrando na conta) ficava planejando viagens de férias.

Por falta de ter as contas juntas, e por orgulho do marido, ela passou meses sem saber que a conta do marido estava no vermelho.

E o marido foi pra várias viagens pensando (só pensando, não falando nada): “puxa vida, com o dinheiro que estamos gastando nessa viagem eu poderia resolver meu problema.”

Isso pode-se chamar de infidelidade financeira e, pra um casamento, isso pode ser tão ruim quando a infidelidade sexual (o casal ainda está junto e passa bem, cada dia melhor).

Então, façam uma conta conjunta.

2) Façam a gestão financeira de vocês juntos(as)

Casal fazendo a gestão financeira do dinheiro juntos.

Depois de unificar as contas bancárias é fundamental que vocês façam a administração do dinheiro juntos(as).

Acompanhem de onde o dinheiro está vindo, para onde está indo e como está sendo investido.

Aqui em casa nós fazemos isso uma vez por semana.

Eu e minha esposa sentamos juntos e começamos a colocar na nossa planilha tudo o que recebemos e gastamos na última semana.

Geralmente leva menos de 20 minutos.

Isso faz com que nós 2 saibamos como está nossa situação financeira e possamos unir forças pra cumprir nossos objetivos.

Além disso, no final de cada mês nós fazemos o fechamento pra ver como foi nossos gastos e receitas e já planejamos o mês seguinte.

Só assim eu e a Dani consideramos ser possível mantermos nossa vida financeira equilibrada, transparente e conseguindo realizar nossos objetivos.

Quando feito com transparência e união, falar sobre a saúde financeira de vocês pode trazer ainda mais cumplicidade para o casal.

3) Estabeleçam objetivos comuns

A chave do coração indicando que é necessário estabelecer objetivos comuns para enriquecer como casal.

Para casais que querem realmente enriquecer, estabelecer objetivos comuns é importantíssimo pra que isso ocorra.

Eu entendo que se você casou ou se juntou com seu parceiro(a) é porque querem passar o resto da vida juntos, certo?!

Se sim, que sentido teria essa união se vocês não pudessem compartilhar objetivos e buscá-los juntos?

Confesso que eu não vejo sentido algum.

Por isso digo que é fundamental que vocês os estabeleçam juntos.

Aqui em casa, por exemplo, nós temos um grande objetivo que é nossa aposentadoria e outros que são coisas que queremos fazer ou comprar.

No nosso caso, esses outros objetivos se resumem, basicamente, em viagens.

No entanto, não basta apenas defini-los. É preciso estabelecer datas, valores e começar a poupar pra fazer eles acontecerem.

Por exemplo: viagem para a Europa daqui 18 meses. Valor de R$ 30.000,00 que temos que poupar ao longo desse período ou R$ 1.666,67 por mês até lá.

Assim você “operacionaliza” seu objetivo, vendo o que será preciso para conseguir realizá-lo.

Mas saiba que estabelecer objetivos individuais também é importante.

Saiba o porquê no passo 4, que fará você e seu parceiro(a) avançarem ainda mais no enriquecimento de vocês.

Post relacionado: Como Juntar Dinheiro: R$ 20 mil em 1 ano

4) Tenham o “Pote da Harmonia”

Pote e pilhas de moedas fazendo referência ao pote da harmonia, passo fundamental de como organizar sua vida financeira em casal com qualidade.

Mas o que é esse Pote da Harmonia, como eu costumo chamar?

É um valor retirado pra você e pro seu companheiro(a) todos os meses pra que vocês possam viver a liberdade financeira que tanto desejam.

A quantia dada a cada um deve ser exatamente igual, pra não ter briga.

E esse valor deve ser usado sem qualquer necessidade de justificativa de um para o outro.

Totalmente livre!

E é esse valor que deve ser usado pra realização dos objetivos individuais de cada um.

Se eu quiser comprar um videogame aqui pra casa, eu vou comprar com o meu dinheiro do Pote da Harmonia.

Ficou claro?

A sugestão é que o valor destinado à esse fundo seja de 5% da receita do casal, e esses 5% divididos entre os 2.

Por exemplo: se o casal tem uma renda de R$ 6.000,00 por mês, o valor que vai pro Pote da Harmonia é de R$ 300,00 (5%). Esses R$ 300,00 são divididos entre as duas partes do casal e cada um recebe R$ 150,00 pra usar no mês.

Esse percentual é uma sugestão.

Caso caiba um valor maior pra esse fundo na sua realidade financeira atual, coloque mais, sem problemas.

Faz sentido?

Assim, vamos pro último e mais fácil passo de todos pra organizar a vida financeira da sua família.

5) Façam o dinheiro ser algo bom

Gato da prosperidade, sugerindo que os casais vejam o dinheiro como algo bom e fundamental para organizar sua vida financeira em casal.

Bom no sentido de ajudar vocês a terem uma vida equilibrada e que permita fazerem o que têm vontade.

Não importa a quantia que vocês recebem por mês ou por ano, faça com que o dinheiro sirva para o que for necessário e desejado.

Sem envolver aspectos religiosos, apenas entendendo que ele é necessário pra nossa vida na sociedade (capitalista) que vivemos.

Pra fazer com que o dinheiro seja algo bom, converse sobre ele em casa.

Façam a gestão financeira de vocês em casal, juntos.

Usem ele para realizarem seus objetivos.

Expliquem sobre ele para seus filhos.

Conversem sobre seus resultados positivos com pessoas de sua confiança.

Façam com que ele seja um assunto como outro qualquer, pois assim você não deixa ele te dominar e pode usar o dinheiro à seu favor.

Conclusão de como organizar sua vida financeira

Pois bem, seguindo esses 5 passos que comentei contigo aqui em cima, de como organizar sua vida financeira em casal, eu tenho certeza que você e seu parceiro(a) irão enriquecer.

Sabe por que eu tenho certeza?

Porque eu e minha esposa estamos seguindo exatamente esses 5 passos na nossa vida particular e estamos vendo a nossa vida financeira evoluir todos os anos.

Portanto, 1) unifiquem a conta bancária de vocês, 2) administrem o dinheiro juntos, 3) estabeleçam objetivos comuns, 4) pratiquem o Pote da Harmonia e 5) tornem o dinheiro algo bom na vida de vocês.

Agora, se você gostou desse post e quer saber EXATAMENTE como administrar o dinheiro da família, sabendo exatamente quando vocês devem poupar, quando devem gastar com contas e coisas pra casa, quanto podem usar mensalmente pra se divertirem, pra investirem em educação e muito mais, então eu sugiro você adquirir o eBook “DINHEIRO EM CASAL: Como Enriquecer Sua Família Com Apenas 20 Minutos Por Semana”.

Nesse eBook eu vou ainda mais fundo nesse tema que acabei de te apresentar.

Eu te ofereço o caminho completo pra você sair da completa bagunça e chegar na perfeita organização, fazendo com que sua vida financeira fique totalmente equilibrada.

E o melhor de tudo? O preço dele é de apenas R$ 7,00 (sim, menos do que uma ida na padaria).

Nesse valor, além do eBook você receberá um infográfico exclusivo com toda a metodologia descrita de forma visual e dinâmica + uma planilha de controle financeiro familiar (a mesma que eu uso com minha família).

Na boa, a organização financeira da sua família por só R$ 7,00? Você tem dúvida que essa oferta é boa?

E mais, saiba que 10% da sua compra vai pra uma instituição de assistência à crianças chamada ODPH (Organização de Desenvolvimento do Potencial Humano), na qual eu trabalho e ajudo desde 2013.

Agora, clique aqui e adquira seu eBook.