Casal conversando e fazendo o planejamento financeiro para ter um filho.

Não, para ter filho não é preciso planejamento financeiro.

É só engravidar, ter o bebê e se virar como puder para pagar tudo o que vier junto com ele.

Enxoval, quarto, parto, roupas, fraldas e por aí vai.

Não importa quanto isso vai resultar em dinheiro, vai se virando como der.

Vai trabalhando 25 horas por dia, finais de semana.

Quando tiver um tempinho faz um bico e faz a grana entrar no seu bolso.

Vamos ver quanto você aguenta nesse ritmo.

Isso faz sentido para você? Ou você prefere ter tempo para curtir seu filho quando ele nascer?

Se fizer sentido e você ainda não for pai ou mãe, é fundamental que você leia esse post até o fim, pelo bem da sua família.

Se você já tiver um filho ou vários, convido você a ler todo o texto também para verificar se você fez assim e poder adicionar informações que foram importantes à sua realidade.

E para que o blog não perca a credibilidade, vamos começar de novo.

Sim, para ter filhos é necessário planejamento financeiro.

Planeje-se também para o período de gravidez. Para isso, leia:
8 gastos que você terá na gravidez e não sabia

E a razão é simples: poder recepcionar seu filho da melhor maneira possível, como você sempre sonhou, sem que isso comprometa a saúde financeira da família.

Sabe aquela situação que você compra algo além das suas possibilidades e depois percebe que não conseguirá pagar ou que para pagar terá que deixar outra coisa de lado?

O quanto isso lhe incomoda ao longo do dia?

O quanto isso lhe preocupa?

E quem sabe essa preocupação interfere no trabalho ou em casa porque fica pensando em como pagar essa conta sem ter o dinheiro?

Ou pior, gera brigas com seu parceiro(a)? Aonde isso pode parar?

Pois bem, por isso é necessário ter planejamento financeiro.

Se convenceu?

E para fazer um bom  planejamento financeiro você só precisa saber 3 coisas fundamentais.

  1. Quanto tudo o que preciso fazer para a chegada do meu filho vai me exigir de investimento?
  2. Quanto tempo tenho para deixar tudo pronto até a chegada do bebê?
  3. Quanto dinheiro temos (você e seu(sua) parceiro(a)) conseguido guardar por mês?

Vou passar por cada um delas para esclarecer melhor.

1) Quanto a chegada do meu filho vai exigir de investimento?

Vamos lá, o primeiro passo é colocar na ponta do lápis tudo o que é necessário para esse momento.

Vou fazer uma relação de itens aqui abaixo que você deve considerar em seu planejamento e depois vou explicar o que fazer com eles.

Para chegar no valor, considerar:

  • Pagamento do médico que fará o parto (se seu obstetra não cobra ou se for fazer pelo SUS, desconsiderar da sua conta);
  • Móveis e decoração para o quarto do bebê;
  • Reformas no quarto do bebê (eventualmente pintar ou colocar papel de parede);
  • Roupas para o bebê pelo menos de 0 à 3 meses;
  • Fraldas RN e P (aqui vale a dica de fazer um chá de fralda antes do bebê nascer; mesmo que você tenha que investir um pouco para fazer a festa, no final das contas geralmente vale a pena, você ganha mais dinheiro em fraldas do que você investiu na festa);
  • Banheira;
  • Bebê conforto para por no carro;
  • Carrinho de passeio;
  • Mamadeira (importante ter para emergência);
  • Chupeta;
  • Roupas de cama, cobertores e cueiros.

Além disso, você ainda pode querer trocar de carro, trocar de casa, trocar de marido (ops, isso não…kkkkk).

Ainda podem aparecer outras coisas que fazem sentido para você e que não estão listadas acima.

E tudo isso exige investimento e planejamento.

Depois de ter relacionado tudo o que você quer, partimos para o segundo passo.

Orçar o valor de cada coisa

Faça pesquisa, levante valores e vai colocando ao lado de cada item da sua lista.

Importante, converse com amigos e familiares próximos que tiveram filho há pouco tempo e veja se consegue alguma coisa emprestada.

Isso já ajuda a reduzir o investimento inicial.

Agora que tudo está com seus valores, some e saiba quanto será o total necessário para receber seu bebê.

2) Quanto tempo tenho até a chegada do bebê?

Você ou sua esposa já está grávida?

Estão planejando ter um filho daqui quanto tempo?

Sugiro que seu planejamento seja para ter tudo pronto até o 8º mês de gravidez.

Se estão planejando o bebê para engravidar daqui 3 meses, você tem os 3 mais 8 meses de gravidez, totalizando 11 meses.

Se a gravidez está no 1º mês, você tem 7 meses para juntar o dinheiro ou começar a comprar as coisas.

Se estiver no 5º mês, tem 3 meses para se preparar. E assim por diante.

Agora que você tem o valor necessário e o tempo para se preparar, é só dividir um pelo outro para saber quanto você precisa guardar por mês para cumprir seu planejamento.

Supondo que tudo o que você quer preparar exija R$ 8.000,00 e lhe reste 6 meses para o 8º mês de gravidez, dividindo R$ 8.000,00 por 6 dá R$ 1.333,33.

Ou seja, você precisa guardar R$ 1.333,33 por mês durante 6 meses para ter R$ 8.000,00 no 8º mês de gravidez.

E é com essa deixa que vamos para a terceira pergunta.

3) Quanto dinheiro temos conseguido guardar por mês?

Talvez seja necessária outra pergunta antes: sobra algum dinheiro na sua conta todo mês?

Esse ponto é fundamental para você conseguir cumprir com seu planejamento.

Se não consegue guardar nada, comece a traçar formas de você conseguir o dinheiro necessário se você quiser receber seu filho da forma como gostaria.

Oferecer algum serviço, vender o que não usa mais, vender produtos (Avon, Natura, Herbalife, O Boticário, etc.), vender alguma coisa para um amigo e cobrar comissão, etc.

Ou comece a gastar menos do que ganha.

Seja para juntar os R$ 1.333,33 por mês, menos ou mais.

Dá seus pulos 😉

Resumo

Depois de ler todo o texto, espero que você esteja convencida(o) de que sim, é necessário planejamento financeiro para a chegada de um filho.

Relacione todo o investimento que será necessário.

Preveja o tempo que vai ter até que seu filho nasça.

Comece a organizar sua vida financeira (em casal) para absorver sem sofrimento essa nova fase maravilhosa na vida de vocês.

E então, tenha tempo de sobra para curtir seu bebê da melhor maneira possível.

Está convencido que é necessário planejamento financeiro para a chegada do seu filho? Deixe sua resposta nos comentários para eu saber.

Agradeço por ter chegado até aqui.