Saber qual seu perfil de investidor pode estar te sabotando.

Provavelmente quando você leu o começo do título, “qual seu perfil de investidor”, deve ter pensado logo em conservador(a), moderada(o) ou arrojada(o), estou certo?

Isso porque esses são os perfis que o mercado financeiro usa pra te classificar e dizer no que você pode investir e no que não pode.

Mas se isso é usado pelas instituições financeiras, por que então eu estou dizendo que não importa?

Bom, vou te contar o porque disso nas linhas aqui abaixo. E mais, vou te apresentar outras 2 classificações que vão te ajudar muito mais do que saber se você é conservador, moderado ou arrojado, ok?

Então fica comigo e vamos nessa…

Qual seu perfil de investidor?

Como comentei lá no começo do post, quando você começa a investir, a primeira coisa que você vai descobrir é “qual seu perfil de investidor” – conservador(a), moderada(o) ou arrojada(o).

Geralmente isso acontece depois de você responder um questionário do seu banco ou da sua corretora na primeira vez que for fazer investimentos.

A aplicação desse questionário é regra e está no código de melhores práticas da ANBIMA.

Mas vou te contar uma coisa…

Saber se você é conservador(a), moderada(o) ou arrojada(o) não é a coisa mais importante que você precisa saber quando começar a investir.

No meu entendimento, existem outras 2 coisas que são muito mais importantes e que ninguém fala pra você, e é isso o que vou te mostrar agora.

1) Em qual fase da sua vida financeira você se encontra?

Pra mim, existem apenas 2 fases: de acumulação e de renda passiva. Esse é o seu verdadeiro perfil de investidor.

Gráfico pra indicar as duas fases da vida financeira das pessoas, desconsiderando qual seu perfil de investidor.

Fase de acumulação

É o período da sua vida no qual seu único objetivo é fazer crescer seu patrimônio.

Gráfico com indicação da fase de acumulação, representando a primeira classificação do perfil de investidor.

Pra maioria das pessoas essa fase vai dos 20 anos (quando começa a vida financeira com mais intensidade) até os 60 anos (quando já há vontade de parar de trabalhar).

É durante esses anos que você vai investir seu tempo e sua energia pra fazer seu dinheiro se multiplicar rapidamente e chegar onde você quer.

Pra isso, você vai buscar estratégias de investir em produtos que possam fazer seu patrimônio aumentar em ritmo acelerado.

No meu entendimento, isso seria principalmente por meio de ações.

Só ações? Não, é importante dar segurança à sua carteira por meio de títulos públicos e proteção por meio de dólar e de ouro.

Aqui nesse post eu te explico em detalhes como distribuir seus investimentos entre os produtos que comentei aqui em cima.

Não vejo necessidade de investir, nessa fase, em empresas que pagam bons dividendos e fundos imobiliários.

Como o foco não é uma segunda renda, vamos procurar maiores potenciais de valorização sem antecipar o pagamento de impostos, concorda?

Agora, se você encontrar empresas com boas expectativas de crescimento e que ainda pagam bons dividendos, porque não aproveitar, certo?

Só lembre que o foco nessa fase é acumular.

É durante esse período, de acumulação, que você vai construir todo o seu patrimônio pra poder seguir pra próxima fase, de renda passiva.

Fase de renda passiva

Diferente da fase anterior, aqui seu principal foco é escolher investimentos que te paguem dividendos ou juros periódicos e, assim, você pode viver da renda das suas aplicações sem precisar trabalhar.

Gráfico com indicação da fase de renda passiva, representando a segunda classificação do perfil de investidor.

É isso que muita gente chama de liberdade financeira ou aposentadoria.

Ela começa, geralmente, ali pelos 60 anos e vai até “passarmos dessa pra uma melhor“.

Aqui sim você deve buscar ações de empresas que pagam muitos dividendos, fundos imobiliários, títulos públicos que pagam juros semestrais, etc.

Você vai aumentar seu patrimônio nessa fase também?

É possível que sim, pois você pode ter a valorização das suas ações e dos seus fundos imobiliários.

Mas esse não é mais o foco. Isso acaba se tornando um benefício secundário.

“Certo, mas onde entra o perfil conservador(a), moderada(o) ou arrojada(o) nisso tudo?”, você pode estar se perguntando.

Entra justamente quando se une sua fase de vida financeira com a segunda coisa mais importante sobre perfil de investidor que quase ninguém fala, que é…

2) Em quanto tempo você quer chegar na fase de renda passiva?

Essa é uma das principais respostas que você precisa saber sobre sua vida financeira.

É ela que vai te mostrar qual será o esforço necessário até você conseguir se aposentar.

E é ela que vai definir qual seu perfil de investidor pra conseguir chegar lá no tempo que quer.

Se você tem bastante tempo e pode ser mais conservador(a); ou se precisa acelerar um pouco e ser moderada(o); ou, ainda, se teu tempo está curto e você vai ter que ser arrojada(o).

Com base nessa definição você vai saber quanto terá que poupar por mês e onde aplicar esse dinheiro pra chegar onde quer.

Por exemplo, aqui em casa eu e a Dani iremos alcançar nossa liberdade financeira até 2028 (quanto eu tiver com 40 anos).

Já temos esse objetivo desde 2016 e estamos nos aproximando dele cada dia mais.

Pra isso, temos assumido uma estratégia bem arrojada com nossos investimentos pra que a gente consiga cumprir esse objetivo.

Conclusão

Nesse post eu te mostrei que saber qual seu perfil de investidor não é tão importante assim.

Só vai fazer sentido você saber se é conservador(a), moderada(o) ou arrojada(o) se souber antes disso:

  1. Em qual fase da sua vida financeira você se encontra, acumulação ou renda passiva?
  2. Se estiver na fase de acumulação, em quanto tempo você quer chegar na fase de renda passiva?

Aí sim, dependendo do tamanho atual do seu patrimônio e do tempo que tem pra se aposentar é que você vai definir qual velocidade vai ter utilizar pra poder viver de renda.

Vai poder concluir sua viagem num fusquinha, num Corolla ou vai ter que comprar e aprender a dirigir uma Ferrari?

Em qual fase da sua vida financeira você se encontra? Deixe sua resposta nos comentários aqui abaixo e comente o que achou do post.